Pages Navigation Menu

Integração na Cozinha da Mãe Joana

 

17. Cozinha da Mãe Joana 1 - Crédito Jomar Bragança

Foto: Jomar Bragança

O designer de interiores Pedro Paulo do Rego Luna e os arquitetos Lais Haydée e Thiago Siquieroli são os responsáveis pela concepção da Cozinha da Mãe Joana, de 38 m². Para a elaboração do projeto, o trio adotou como conceito a praticidade aliada à integração dos usuários dentro do espaço. O ambiente foi inspirado nas modernas cozinhas europeias, onde as receitas dos grandes chefs agradam sofisticados paladares. Ao mesmo tempo, o projeto é trazido para a realidade do brasileiro, que adora receber familiares e amigos na cozinha de casa. Aconchegante e agradável, a Cozinha da Mãe Joana foi intencionalmente denominada dessa forma para que as pessoas se vejam utilizando plenamente o espaço e se sintam “em casa”. Os equipamentos principais foram colocados em uma ilha centralizada no ambiente, possibilitando a interação das pessoas durante o preparo da comida. Junto a essa bancada central, há uma grande mesa com disposição para 13 pessoas e que se prolonga até o lado externo do ambiente, trazendo uma integração com o jardim. As banquetas e cadeiras – além da poltrona Painho, que forma a cabeceira da mesa – são assinadas pelo designer Marcelo Rosenbaum. Entre as novidades em revestimentos e pedras está o dekton, que é extremamente resistente e de longa duração. Já os armários têm portas com acabamento em aço inox, material de fácil manutenção e limpeza, sendo ideal para cozinhas. Todos os eletrodomésticos são de última geração. A cuba é em cristadur, um material composto por 70% de quartzo que possui acabamento antibacteriano e o sistema nanoclean, que garante uma superfície sem porosidade. A TV de 90 polegadas é a maior do Brasil, enquanto as caixas de som pendentes baseiam-se nas melhores tecnologias acústicas, combinando excelência musical e design compacto. A iluminação é toda em LED, garantindo economia e eficiência energética. Um efeito cênico foi criado com spots dispostos em trilhos ao longo dos corredores de circulação. Além disso, um conjunto de plafons de alturas e cores diferentes fazem uma composição irreverente e despojada. O piso é um porcelanato preto acetinado antiderrapante e de fácil limpeza e manutenção. Esse mesmo material reveste uma das paredes do espaço. Outra parede foi revestida por um cimentício rústico que imita madeira de demolição. Esse material recebeu um tratamento antibactericida para viabilizar seu uso na cozinha. Nas demais paredes e teto, os profissionais criaram um efeito de concreto com o uso de argamassa.

17. Cozinha da Mãe Joana 2 - Crédito Jomar Bragança

Foto: Jomar Bragança

Casa Cor Goiás 2015

Período: 15 de maio a 24 de junho de 2015

Horários: Terça a Sexta das 16h às 22h | Sábado, Domingo e Feriado das 12h às 22h

Local: Rua Mario Bittar, nº 181, Setor Marista – Goiânia/GO