Pages Navigation Menu

Composição de estilos: residências por Alexandre Viero

Partindo da ideia de dividir o mesmo terreno, duas irmãs de Santiago, no Rio Grande do Sul, procuraram o arquiteto Alexandre Viero para desenvolver o projeto de seus sonhos. Duas casas foram pensadas, com estilos diferentes, mas unidas pelo conceito linear e pelos revestimentos em pedra natural que as harmonizam. A casa térrea, de 280 m², possui uma concepção arquitetônica convencional com telhado “quatro águas” e dois volumes interceptados por um bloco central em pedra grés arenito rosa. O arenito foi eleito como um dos materiais sustentáveis de revestimento por ser uma pedra regional e de grande beleza. O efeito arquitetônico na volumetria da casa fica por conta dos vãos das esquadrias em ângulo de 90°, formando um “canto vazado”.

Uma garagem para quatro carros, composta por laje de 20 cm e 4 pilotis simples unem as volumetrias distintas.

O sobrado, tipo loft, tem uma concepção arrojada e foi pensada em dois pavimentos, para organizar a vida interna da casa. Este projeto foi composto para um casal jovem e é carinhosamente chamado de casa CPU (central processing unit) pela rigidez da volumetria e pela organização interna resolvida em 120 m².

As duas casas possuem vida privada abrindo-se para o pátio interno, permitindo um grande convívio social e o lazer entre as famílias.

Por fim, um grande muro linear, alinha e organiza a fachada principal, relacionando-se com o espaço urbano.

 

Alexandre Viero é arquiteto formado pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos). É Diretor da Viero Arquitetura, que atua no mercado gaúcho desde 2005. Saiba Mais

Start Slide Show with PicLens Lite PicLens